Como a pandemia impulsionou a digitalização da contabilidade

Tempo aproximado de leitura: 3 minutos

Com as pessoas trabalhando no modelo home-office, muitas passaram a usar mais soluções tecnológicas. Na prática, houve a digitalização e a automação de inúmeras tarefas de um escritório, o que inclui a contabilidade.

Por meio do armazenamento em nuvem, com atendimentos online e demonstrações financeiras automatizadas, a contabilidade conseguiu atingir os resultados já esperados, muitas vezes com redução de custos e menor esforço em rotinas como fechamentos e auditorias.

A transformação digital na contabilidade já acontecia antes da pandemia, mas agora os processos foram acelerados e dificilmente haverá um caminho reverso. O relatório Gartner 2021 confirma que houve um impulso das iniciativas digitais e que é preciso manter o ritmo para escalar os planos de negócios.

Dessa maneira, as empresas precisam considerar o uso de novas tecnologias nos processos de contabilidade se quiserem ganhar mais tempo para atividades estratégicas. 

Continue a leitura e confira as vantagens da contabilidade digital.



Traçando uma contabilidade digital e o papel dos CFOs

Em reportagem publicada pela Financial Times, em janeiro de 2021, Jenna Fisher, diretora-gerente da Russell Reynolds Associates, empresa de talentos especializada em executivos, de São Francisco, diz para os aspirantes aos cargos de diretores financeiros que “produzir demonstrações contábeis é a parte menos atraente do trabalho. A parte divertida é ser o parceiro estratégico de negócios”.

Mas para isso acontecer, muitas companhias precisam passar por uma transformação digital, na qual o líder financeiro conduz os processos junto à contabilidade. Não basta assumir a mudança de sistemas, o CFO deve estimular uma cultura de agilidade, inovação e de análise de dados.

A integração de dados e compartilhamento de informações em tempo real desobrigam a equipe de estar reunida no mesmo espaço físico e possibilita a interação online e o caráter colaborativo. Para habilitar estes funcionários é necessário o treinamento de novas habilidades digitais e flexibilidade quanto às dificuldades que poderão ser encontradas quando essa nova rotina for iniciada.

Implementando a automação certa, cada vez mais CEOs e CFOs estão liberados de atividades repetitivas e estritamente numéricas. Eles agora visualizam os dados, analisam, avaliam as oportunidades e se concentram na tomada de decisão.

Segurança cibernética e mitigação de riscos

Diante das particularidades da contabilidade, suas informações devem seguir políticas de segurança e receber suporte de TI que garanta uma infraestrutura ainda mais segura do que em outras áreas corporativas.

Muitos desses dados compartilhados são sigilosos e para que não ocorra vazamento de informações prejudiciais à organização e seus clientes, é necessário armazenamento em um único local, preferencialmente com a adoção de plataforma de gestão com integração contábil.

Segundo a Blackline Magazine, a contabilidade ao ser digitalizada pode ficar mais vulnerável a perder arquivos ou expor informações, seja por roubo de dispositivo ou ataque cibernético. A orientação está na integração segura com o ERP e outros sistemas, em especial o de gerenciamento financeiro. 

Automação e implicações na contabilidade

Daryl Wang, diretor financeiro da PWC no sudoeste da Ásia, explica que a digitalização e a automação trazem benefícios diretos para as funções financeiras, principalmente se elas estiverem envolvidas no modelo de negócios.

Ainda segundo Wang, o CFO deve utilizar da tecnologia para otimizar seu trabalho, promover a inovação e a melhora de produtos e serviços. Para ele, a digitalização em finanças impulsiona diretamente duas frentes:

  1. Permitir que as empresas extraiam percepções confiáveis sobre os dados de uma única fonte; 
  2. Liberar recursos humanos financeiros para realizar tarefas estratégicas de agregação de valor.

A digitalização da contabilidade é uma destas frentes que dá chances para averiguação das informações em tempo real e traz agilidade e precisão, acompanhada pela evolução dos profissionais.

Chatbots, atualizações automáticas à legislação, lançamento de notas fiscais eletrônicas e envio de informações ao governo fazem parte da rotina da contabilidade corporativa que amplamente pode se tornar digital com o auxílio da automação. Entretanto, o objetivo é ir além da tecnologia e das habilidades técnicas. 

O foco da contabilidade digital é possibilitar uma visão integral e ampla dos dados, com controle dos detalhes e reposicionamento estratégico da companhia sempre que necessário. Desta forma, o departamento financeiro conduz os próximos passos da companhia, estancando possíveis gargalos e estimulando iniciativas inovadoras.

Empresas, que buscam abrir capital ou estar em conformidade com as regras internacionais de contabilidade, devem investir em uma tecnologia que ateste a veracidade de seus dados, bem como a manutenção de registros de seus responsáveis financeiros.

Considerações

A contabilidade conta com inúmeras obrigações à lei, o que eleva o seu grau burocrático que exige atividades repetitivas, revisões constantes e tarefas manuais. Tais características são automatizáveis e sendo assim a tecnologia é incorporada em busca de otimização e qualidade na análise dos dados.

Cabe aos profissionais de finanças embarcarem em uma jornada rumo à transformação digital para que continuem competitivos e passem a ocupar posições mais estratégicas.

Aqui você encontra 5 considerações para o CFO na hora de decidir sobre tecnologia.

Conteúdo
    Pesquisar

    Principais assuntos

    2 Responses

    Add a Comment

    Your email address will not be published. Required fields are marked *

    20 − 13 =

    Veja também