Como uma plataforma de CPM pode ajudar a área financeira de uma construtora?

Tempo aproximado de leitura: 4 minutos

A construção civil no Brasil passa por um período de instabilidades. Apesar da redução nas tarifas de financiamento, influenciada pela queda nos juros, uma insegurança social freia a aquisição dos lançamentos imobiliários. 

O segmento lida com outras dificuldades como a escassez de matérias-primas, impactada pela crise das commodities e a alta inflacionária. Mesmo assim, a construção civil provavelmente crescerá 2% no país até o final do ano, conforme a pesquisa do Sinduscon-SP em parceria com a Fundação Getúlio Vargas

Diante dos desafios, as construtoras devem gerir seus negócios com ampla atenção às margens de lucros. O Corporate Performance Management (CPM), ou gestão da performance corporativa, em português, avança em empresas da construção civil, como técnica para otimizar tempo e recursos. 

Continue a leitura para compreender melhor como uma plataforma de CPM contribui para que as empresas de construção melhorem os seus resultados financeiros.


Como funciona uma plataforma de CPM?

O Gartner explica que o CPM abrange metodologias, métricas, processos e sistemas usados ​​para monitorar e gerenciar o desempenho de uma empresa. A tecnologia auxilia na gestão das informações, no desenvolvimento de planos operacionais e na interpretação dos resultados. 

Uma plataforma de CPM, em geral, pode ser usada simultaneamente com um ERP (sistema integrado de gestão empresarial), programas de contabilidade e de inteligência de negócios, este último também conhecido como BI

O Corporate Finance Institute (CFI) afirma que o CPM utiliza as informações extraídas das ferramentas complementares para levantar insights para os líderes. Essa integração com os demais sistemas permite uma visualização dos dados, a favor da definição de cenários futuros.

Uma plataforma de CPM possibilita o desenvolvimento de estratégias para melhorar o desempenho corporativo. A organização então pode coordenar processos em busca de manter a receita e posteriormente aumentar os lucros.

Como uma construtora pode utilizar uma plataforma de CPM?

As empresas de construção têm inúmeros processos ao longo de suas obras e rotinas de trabalho.

  • Elaboração de projetos;
  • Orçamentos;
  • Gerenciamento e pagamento de mão de obra;
  • Gestão de fornecedores e estoque;
  • Obrigações tributárias, contábeis e fiscais, o que inclui exigências do conselho de classe;
  • Auditorias e outros processos de averiguação de qualidade;
  • Vendas;
  • Entregas e manutenções;
  • Outros.

Essa complexa rede exige fluxos de trabalho bem estruturados para minimizar as chances dos atrasos de obra e não conformidades na construção civil. Cada fase envolve custos que devem ser dimensionados em busca do melhor desempenho.

A tarefa não é simples e os gestores financeiros do segmento têm no CPM uma ferramenta para acompanhar o andamento do projeto, avaliando prazos, cumprimento do orçamento e se as demais metas estão sendo alcançadas.

Quais são os benefícios do CPM na gestão financeira de uma construtora?

O CPM corresponde a um nível de excelência em gestão analítica das finanças corporativas. Com ele, é possível identificar onde o dinheiro está sendo gasto, podendo corrigir atividades onerosas. 

Tratando-se da construção civil, esta correção pode ser o diferencial para uma obra valer a pena. O acompanhamento preciso e contínuo também permite que o líder financeiro tenha previsões de recursos, podendo aprimorar o orçamento e identificar tendências.

A PWC lista uma série de benefícios que o CPM contribui para as organizações, desde estratégias, métricas, planejamento financeiro, relatórios e execução operacional. A partir dessas referências, pode-se especificar os principais pontos que podem contemplar uma construtora.


As construtoras que possuem capital aberto também utilizam o CPM para manter a governança financeira exigida pelos órgãos reguladores, especialmente na transparência das informações e no detalhamento da apresentação dos resultados aos investidores.

Os autores Herbert S. Robinson, Patrícia M. Carrilo, Chimay J. Anumba e Ahmed M. Al-Ghassani, no trabalho científico “Revisão e Implementação de Modelos de Gestão de Desempenho em Organizações de Engenharia de Construção”, afirmam que o CPM é uma ferramenta inovadora para um gerenciamento baseado no conhecimento da organização, o que sustenta os objetivos de longo prazo.

Como a tecnologia pode contribuir para a gestão de desempenho?

Algumas empresas de construção civil usam táticas manuais para fazer a gestão do desempenho de suas organizações. Entretanto, essa metodologia é muito mais suscetível ao erro humano e pode demorar para a sua plena execução.

A adoção de plataformas de CPM acelera os inputs de dados e, a partir do cruzamento das informações, realiza uma checagem dupla da procedência e integridade dos números.

Elas também permitem a criação dos dashboards, o que facilita a visualização e apresentação dos dados para os stakeholders. Por exemplo, os gerentes financeiros da construção civil podem monitorar entregas dos fornecedores e manter uma comunicação contínua, evitando os atrasos das obras.

A PWC recomenda que ao escolher uma plataforma CPM, o gestor financeiro analise os recursos de gerenciamento de riscos. Isso, porque um sistema robusto, que analisa e acompanha continuamente os dados financeiros, oferece percepções de quais riscos realmente valem a pena assumir.  

O Accountfy, por exemplo,  é uma plataforma de CPM que permite uma gestão financeira moderna e conectada, permitindo análises de dados em tempo real, contribuindo para que a liderança tome decisões mais rápidas e melhores.

Considerações de CPM na área financeira de uma construtora

A Gerdau afirma, no Jornal Valor Econômico, que a construção civil brasileira é uma força motriz da economia nacional, mas que ela deve avançar em produtividade, eficiência de gastos, ações sustentáveis e na redução dos prazos para competir com os players internacionais.

Uma cultura de gestão de performance somada ao uso de plataformas de CPM identificam e resolvem problemas de desempenho rapidamente, mantendo os funcionários motivados e dentro do cronograma.

Nova call to action

Conteúdo
    Pesquisar

    Principais assuntos

    Add a Comment

    Your email address will not be published. Required fields are marked *

    quatro − 1 =

    Veja também