Quais são as diferenças entre contabilidade gerencial e financeira?

Tempo aproximado de leitura: 4 minutos

Os documentos, relatórios e balanços da contabilidade atendem a obrigações legais, mas também são ferramentas operacionais e estratégicas. Eles podem ser aplicados tanto para fins internos, na denominada contabilidade gerencial, quanto com foco externo, no que se chama contabilidade financeira.

Ambos os modelos contribuem para uma gestão financeira mais eficiente, colaborando com o crescimento das empresas e de seus negócios. 

Continue a leitura para conhecer as diferenças e semelhanças entre contabilidade gerencial e financeira.


O que é e qual o objetivo da contabilidade gerencial?

A contabilidade gerencial atende aos interesses internos de uma empresa, através do levantamento e fornecimento de informações diversas. 

O Corporate Finance Institute define “a contabilidade gerencial (também conhecida como contabilidade de custos) como um ramo que se preocupa com a identificação, medição, análise e interpretação das informações para que elas ajudem os gerentes a tomarem decisões operacionais”.

Deivson Vinicius Barroso, professor e mestre em Contabilidade pela UFBA, explica em artigo publicado no portal eduCAPES, do Governo Federal, que a contabilidade gerencial faz parte das Ciências Contábeis e tem ligação direta ao planejamento e aos custos de produção. A matéria-prima, a embalagem, a mão de obra direta (MOD) e o Custo Indireto de Fabricação (CIF) são alguns elementos básicos para estudo desta contabilidade. 

Esse ramo da contabilidade não se prende apenas aos resultados financeiros e nem possui um padrão, formato ou regras específicas. Ela pode abranger dados relacionados a produtos, clientes, colaboradores, departamentos, entre outras informações.

A decisão do que será analisado depende do que a empresa avalia como útil para aumentar a eficiência corporativa. Neste sentido, os Indicadores-chave de Desempenho (KPIs, na sigla em inglês, que se refere a Key Performance Indicators) são ferramentas da contabilidade gerencial. 

Com as métricas, os gestores avaliam desempenho e, se necessário, recalculam as rotas em busca de mais resultados. A análise de indicadores financeiros de custos, de estoque, gestão orçamentária e previsão de cenários e tendências são práticas da contabilidade gerencial.

Definição de contabilidade financeira

A contabilidade financeira apresenta informações para agentes externos, como acionistas, investidores, conselho de administração, órgãos reguladores e outras instituições. 

Idésio Coelho, vice-presidente técnico do Conselho Federal de Contabilidade (CFC), define a contabilidade como uma documentação técnica que traz informações imprescindíveis à tomada de decisões. Para Coelho, a contabilidade garante a ordem econômica, a integridade do mercado de capitais e a proteção dos investidores.

Segundo o artigo 1.179 do Código Civil brasileiro (Lei nº 10.406/2002) “o empresário e a sociedade empresária são obrigados a seguir um sistema de contabilidade, mecanizado ou não, com base na escrituração uniforme de seus livros, em correspondência com a documentação respectiva, e a levantar anualmente o balanço patrimonial e o de resultado econômico”.

Sendo assim, o foco da contabilidade financeira é a transparência das transações monetárias, por isso é condicionada a exigências legais e requisitos fiscais, mesmo que a corporação siga padrões contábeis internacionais. 

Diante da regulamentação, os formatos da contabilidade financeira são mais rígidos. Esse modelo se baseia em um período passado, normalmente, um ano contábil.

A companhia que deseja realizar a contabilidade financeira precisa apresentar, no mínimo, três relatórios: 

O International Accouting Standard Board (IASB), em nível mundial, a Financial Accouting Standard Board (FASB), em uma abrangência norte-americana e a Comissão de Valores Mobiliários (CVM), no Brasil, destacam-se entre os órgãos reguladores que acompanham a contabilidade financeira.

Semelhanças e diferenças entre as contabilidades gerencial e financeira

Semelhanças

  • Às duas integram o sistema básico de contabilidade;
  • Visam quantificar o resultado das atividades e transações econômicas;
  • A mesma base de dados é utilizada para preparar os relatórios;
  • Permitem a comparação entre resultados da empresa;
  • Podem contribuir para a tomada de decisões pelos gestores.

Diferenças

  • A contabilidade gerencial é destinada aos usuários internos, enquanto a financeira é voltada para stakeholders externos, atendendo também aos gestores internos;
  • Por ser voltada para o público interno, a contabilidade gerencial é confidencial. Já a financeira é acessível publicamente;
  • A contabilidade financeira segue os princípios contábeis do país e regras predefinidas;
  • A contabilidade financeira tem como foco a informação financeira da empresa. Já a contabilidade gerencial pode relatar informações não financeiras da companhia;
  • Enquanto a contabilidade financeira é voltada para um período específico, a gerencial não tem um prazo determinado, podendo ser mensal, semestral ou outro período que contemple as necessidades da empresa;
  • A contabilidade financeira tem como base os dados históricos, ao passo que a gerencial é voltada para o futuro;
  • A contabilidade financeira é obrigatória para fins de auditoria, exigindo que as informações sejam publicadas, o que não se aplica à gerência.

Para ajudar no processo de escolha de qual contabilidade utilizar, confira um resumo das características predominantes de cada uma:

Considerações

Se por um lado a contabilidade financeira atende demandas obrigatórias e até, por isso, seja a mais comum na rotina empresarial, a gerencial adequa-se às ferramentas de gestão do negócio.

No fim, ambas complementam-se colocando a contabilidade como um fator decisivo e estratégico nas organizações.

Nova call to action

Conteúdo
    Pesquisar

    Principais assuntos

    Add a Comment

    Your email address will not be published. Required fields are marked *

    quatro × 5 =

    Veja também