Análise estratégica do Orçamento Base Zero e seu resultado realizado: como fazer e o que considerar

Tempo aproximado de leitura: 2 minutos

O Orçamento Base Zero (OBZ) é uma metodologia de planejamento financeiro que surgiu na década de 1970 nos Estados Unidos e se popularizou mundialmente. Seu principal objetivo é fazer com que cada área da empresa detalhe todos os gastos previstos e orce individualmente cada centro de custo a partir do zero, sem considerar dados históricos. Ou seja, cada despesa é tratada como uma nova iniciativa e é preciso provar sua necessidade a cada planejamento ou revisão.  

Assim como as demais metodologias, o Orçamento Base Zero tem suas vantagens e desvantagens. Assim como sua construção, a análise estratégia do resultado realizado deste tipo de orçamento precisa ser detalhada. 

Neste post, vamos mostrar boas práticas ao analisar o realizado do seu OBZ. 

Avaliando os resultados 

No momento de avaliar os resultados financeiros realizados, é preciso responder uma série de perguntas para guiar a análise de forma mais profunda: 

  • Quais foram os principais desvios entre o orçamento e o resultado realizado?
  • Quais fatores contribuíram para esses desvios, tanto positivos quanto negativos?
  • Existem outros fatores não financeiros que possam ter influenciado indiretamente?

Entre os fatores que mais costumam influenciar os resultados estão: alterações de preços dos produtos (seja em virtude de variação cambial ou inflação, por exemplo); aquisição de recursos a preços divergentes dos padrões e a variação do volume de venda ou de produção diferentes do previsto. Qualquer mudança estratégica ou operacional que possa impactar financeiramente também deve ser considerada na análise. 

Além disso, é importante avaliar outros três aspectos: a magnitude absoluta da variação em termos monetários; a magnitude da variação relativa ao valor total do item e o padrão de comportamento das variações relativas ao período de tempo considerado no planejamento (quando houver registros históricos, como o exemplo da inflação).  

Uma boa prática para manter o orçamento dentro do previsto é fazer revisões periódicas em um período menor de tempo se comparado ao método tradicional, visto que essas alterações podem ser imprevistas e ter grande impacto no curto prazo.

Ajustes e melhorias no processo  

Além dos resultados, é importante fazer uma avaliação do próprio processo. Por ser uma metodologia que exige mais detalhamento e esforço de todas as lideranças envolvidas além do time financeiro, nem todas as empresas irão se adaptar a ela em suas primeiras tentativas. 

Com base na análise dos resultados realizados, é importante ajustar e melhorar o processo de Orçamento Base Zero para o próximo período. Nesta avaliação, considere:

  • Quais mudanças podem ser feitas nas diretrizes e no processo para melhorar a precisão e a eficiência?
  • Como as lições aprendidas podem ser aplicadas para alinhar ainda mais o OBZ com os objetivos estratégicos?
  • Quais oportunidades de otimização podem ser identificadas?

A análise estratégica do Orçamento Base Zero e seus resultados realizados é uma etapa crucial para garantir que essa metodologia financeira esteja alinhada com os objetivos da organização. Ao considerar cuidadosamente cada aspecto do processo, as empresas podem utilizar o OBZ como uma ferramenta eficaz para alocar recursos de forma estratégica e alcançar suas metas com maior eficiência. 

Independentemente da metodologia usada, você pode contar com o Accountfy para otimizar o seu processo e trazer mais eficiência e credibilidade para o seu planejamento orçamentário. Fale com nossos especialistas e entenda como podemos te ajudar! 

Conteúdo

Add a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

10 + dois =

Veja também